2018 - Ano do Cachorro de Terra Yang




Previsões Astrológicas para 2018

De acordo com o calendário solar chinês, utilizado tanto nas técnicas do Feng Shui Tradicional quanto nas análises do Sistema Astrológico Bazi (Quatro Pilares do Destino), o ano de 2018 terá início às 18h29 do dia 03 de Fevereiro e será regido pela energia do Cachorro de Terra Yang. 

Cada ano chinês é associado a um dos doze animais do zodíaco chinês. Em 2018, comemoramos o Ano do Cachorro, assim como  em 2006. No entanto, cada animal também é associado a um dos dez troncos celestes, que são representados pelos 5 Elementos (Fogo, Terra, Metal, Água, Madeira) nas fases Yin e Yang. 

Os dez troncos celestes representam a energia que emana do Céu. Os doze animais do zodíaco, também chamados de ramos terrestres, representam a energia que emana da Terra. O ano de 2006 foi regido pelo Cachorro de Fogo Yang. Na sequência, o ano de 2018 será regido pelo Cachorro de Terra Yang. Como o Cachorro é um animal de natureza Yang, quaisquer elementos associados a ele serão, também, de polaridade Yang. Por isso, a tendência é de que o ano de 2018 seja marcado pelo movimento que se exterioriza, deixando tudo mais claro e visível aos olhos da consciência. 

Ao contrário dos anos de 2016 e de 2017, que foram momentos de conflito energético em todo o mundo, o ano de 2018 trará mais estabilidade e segurança para todos nós, embora também traga certa estagnação por conta da grande quantidade do Elemento Terra contida nesse binômio. 

Os doze animais do zodíaco chinês são apenas representações do conjunto dos 5 Elementos em fases distintas do desenvolvimento energético. No Cachorro, por exemplo, o Elemento Terra está muito forte e ativo. O Elemento Metal também está forte, mas já se encontra em declínio. O Elemento Fogo está armazenado, e pode ser usado em ocasiões específicas. O Elemento Água está crescendo, mas ainda se encontra fora de controle. E o Elemento Madeira está na fase embrionária, pronto para renascer no Javali.
Logo, o Ano de 2018 traz um movimento energético que favorece as características de lealdade, flexibilidade e generosidade da Terra, a obstinação e o pragmatismo do Metal e a afetuosidade do Fogo. 

Na Economia, a tendência é de que haja mais objetividade, solidez e confiança nos negócios. Mas será preciso calcar o pé no chão e trabalhar com a realidade para a obtenção de lucros. A sensatez e a prudência do Cachorro de Terra Yang não suportam as vaidades e os deslumbramentos de investidores mal intencionados. A estabilidade prometida por esse período não condiz com os altos e baixos das especulações financeiras. O momento será de serenidade e constância, sem grandes avanços. 

Na Política, o cenário também tende a mudar, principalmente, pela ascensão do moralismo através de ideias conservadoras e tradicionais. É como se o terreno estivesse sendo preparado para a construção de barreiras - situação que ficará mais visível a partir do ano de 2020. Mas esse movimento, que muitos poderão considerar como um retrocesso político, nada mais é do que a necessidade de se retornar às raízes para descobrir as causas dos problemas enfrentados atualmente. O Cachorro de Terra Yang não crê em meias verdades. Por isso, a corrupção e o descaso serão combatidos nas políticas públicas e sociais como um modo de sobrevivência dos governos.

Nos relacionamentos, as pessoas tendem a ser mais sensíveis, compreensivas e fiéis. A necessidade premente de respeitar e de ser respeitado pode fazer com que as comunidades se orientem mais pelos princípios reguladores da ética. O misticismo, acompanhado da contemplação, favorecerá o fortalecimento do caráter e da devoção daqueles que buscam pacificar a alma.

As atividades relacionadas ao Elemento Madeira serão favorecidas, como as artes plásticas, o jornalismo, a medicina e quaisquer atividades que envolvam a religião, que podem ser ativadas pela liberação do Elemento Fogo armazenado no Cachorro.

É claro que todas essas previsões são generalizadas. Cada pessoa receberá essa energia de modo diferente, de acordo com a composição energética do seu organismo. Para quem o Elemento Terra é favorável, será um ano com muitos recursos a serem aplicados. Mas para quem o Elemento Terra é prejudicial, 2018 será de contenções. 

Para saber a composição energética do seu organismo, encomende a análise do seu Mapa Bazi (Quatro Pilares do Destino). O Relatório da Feng Shui Design é personalizado, super completo e mostra todos os aspectos da vida de uma pessoa: alimentação mais adequada, perfil psicológico, compatibilidade nos relacionamentos, vocação, saúde, casamento, destino, além das análises dos níveis de produção, riqueza, poder, sustentação e parcerias, que influenciam diretamente nas análises dos Pilares de Sorte. 

Os dados necessários para a análise do Mapa Bazi (Quatro Pilares do Destino) são: 
- Data de nascimento: dia, mês e ano.
- Horário de nascimento.
- Local de nascimento.

Para mais informações, acesse o site: http://www.fengshuidesign.com.br/sistema-bazi.html

De qualquer modo, 2018 não vai ser um ano muito bom nem para os malandros nem para os preguiçosos. A Terra é fértil e protetora, mas também é justa e imparcial. Por isso, quem quiser comer maçãs, que trate de plantar macieiras!

Feliz 2018!

Comentários